Itaúnas um paraíso de areias

Fim de ano chegando e resolvi dar umas dicas de praias e cidades litorâneas que visitei e contar sobre seus encantos. Algumas foram paixão à 1ª vista; outras - amor de verão; e aquelas que serão amor para toda uma vida.
Praia de Itaúnas com dunas e alagados Foto: André Tebaldi

E Itaúnas, uma pequena vila no norte do Espírito Santo é amor para a vida inteira. Visito desde pequenina e acompanhei muitas mudanças na vila, nos habitantes e nas areias das Dunas. Lembro da ponte de madeira, de fazer o plantio (junto com outras crianças) das árvores que existem na praça central, do mastro de madeira da antiga vila soterrada, descer o rio de caiaque, fazer sandboarding (com papelão) nas dunas até a lagoa... são tantas boas memórias.

Como disse acima, muita coisa mudou e principalmente as areias, as dunas de Itaúnas são móveis e elas soterraram a antiga vila que ficava na outra margem do rio, mas isto eu não vi! Em dias de chuva é possível ver nas areias as marcas das construções, como muros e paredes que deixam a areia mais escura. Em dias de muito vento as areias revelam tesouros até então escondidos, inclusive alguns ossos do antigo cemitério.

Itaúnas possui muitos atrativos: forró, praias, trilhas, passeios de caiaque, Stand Up Paddle, entre outros. Pois é, ainda não contei, mas desde 08 de novembro de 2001 (eu estava lá!!!) uma grande área, que compreende o rio, as dunas, praias, alagados e tudo o mais de belo daquele lugar foi transformado no Parque Estadual de Itaúnas. É sempre bom lembrar que o principal objetivo de um Parque é a preservação, por isso existem algumas regras que são válidas para lá, mas que podem e devem ser utilizadas para todos os outros locais, como não jogar lixo na praia, não caçar, tirar apenas fotografias... Apesar da proibição de animais domésticos em áreas de Parque, lá não existe muito controle na baixa temporada, só na alta quando o número de turistas é intenso.

Mas vamos às dicas:
Não perca a oportunidade de ver o pôr do sol e o nascer da lua sob as Dunas, um espetáculo da natureza.
Procure saber se está em época de apresentações folclóricas, vale a pena assistir, é um show de cores e de cultura!!!
Pôr-do-sol sob as dunas


1. Trilhas para a praia (não precisa de carro)
1ª Trilha do Tamandaré – a mais perto, bem sombreada e afastada das barracas, logo após atravessar a ponte.
2ª Subida para as barracas – caminhar pelo aterro e subir as dunas (*cuidado com horário de sol forte, pois a areia pode queimar os pés).
3ª Trilha da Cacimba – trilha bem sombreada, chegando depois das barracas.
4ª Trilha dos Pescadores – essa chega à praia em frente às pedras, uma trilha maior e também afastada das barracas.
Trilha dos Pescadores - Foto: Luana Rebouças

2. Praias mais distantes
RIACHO DOCE (15km – divisa entre Espírito Santo e Bahia), PRAIA 2, PRAIA DO JOSUEL (36km) E COSTA DOURADA (30km).

3. Passeios
Cavalo, Stand Up Paddle (SUP), Bugre, Caiaque, Bicicleta e Passeios pelas trilhas na Mata Atlântica.

4. Restaurantes
Sapucaia, Dona Pedrolina, Cizinho, Pizzarias Oásis e Cazuá

5. Bares
Bar da Ana, Botequim Arte Vida, La Piada, Escondido Bar, CrepeSamba Kone

6. Lanches
Sombra da Tarde (ótimos salgados), Lanche Graxa, Açaí Irerê

7. Onde ficar (sugestão que conheço)
Casa para alugar - Chalé da Gó
Pousada - Gajiru
Camping - Dunas, A Nave

8. Melhor época
O ano inteiro! Durante a baixa temporada a vila tem o seu sossego em plenitude e é possível fazer passeios, trilhas e caminhadas pela praia com muita exclusividade. Nos meses de inverno (férias), o clima é mais ameno e os bares, restaurantes e casas de forró estão sempre abertos com ótimas opções culturais e gastronômicas. Em julho, tem o Festival Nacional Forró de Itaúnas (FENFIT) que atrai um grande público jovem de todo o Brasil. No verão a vila atrai turistas de todo o mundo em busca de sol, praia, pé no chão e contato com a natureza.
Ilha das bromélias e orquídeas

9. Como chegar
Saindo da capital Vitória são cerca de 220 km pela BR 101 norte até o trevo de Conceição da Barra, mais 18 km na ES421 até a área urbana de Conceição da Barra e por fim, 21km de estrada de chão até a vila.

Comentários

Leia também...

1º Guia Completo de Vias de Escalada

Dia da Independência e de Vitória na trip de escalada em Pancas/ES

Objetivo: Travessia das Sete Quedas